Veredicto


Pode chorar!
Mas vamos torcer.
Empate ou Vitória?
Irá sempre perder...

Somos a favor,
Tentando anular!
Quiçá abster...
Vai contrariar?

Vagando sem rumo,
Pra não tropeçar,
Segura a bengala!
Sem raciocinar.

A ampulheta decreta:
A vida é finita.
Culpado ou inocente?
Mais um pó que fica!